Dr. Paulo Henrique sai em defesa de mulheres vítimas de violência

 

Durante a sessão ordinária desta segunda, 01/08, que marcou o retorno dos trabalhos da Câmara para o segundo semestre, o vereador Dr. Paulo Henrique (PTB), ao fazer uso da tribuna, além de repudiar atos do prefeito de Cacoal, de um ex-deputado estadual, do Sinsemuc e de seu presidente, foi enfático em reafirmar o seu compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência contra a mulher no Estado de Rondônia.

 

 

 

Dr. Paulo repudiou a insensatez do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cacoal (SINSEMUC) ao emitir nota de esclarecimento e duvidar da palavra da professora da rede municipal filiada ao Sindicato. “O Presidente do Sinsemuc, com atitude de sindicalista pelego, preferiu dar apoio ao chefe do executivo e colocar em dúvida a fala de uma mulher, servidora municipal. Qual critério foi adotado pelo Sindicato para dar razão ao prefeito e não a educadora? ” disparou.

 

Na oportunidade, o vereador manifestou o profundo repúdio aos atos vis de violência, assédio moral, realizados por agentes políticos em desfavor de uma professora da prefeitura de Cacoal e da ex-prefeita de São Francisco do Guaporé. Cada mulher, dentro da sua proporcionalidade, foram alvos de violência psicológica e assédio moral praticados por agentes públicos, a saber, Adailton Fúria, Prefeito de Cacoal, e Adriano Boiadeiro, ex-deputado estadual, morador de Nova Brasilândia.

 

“Mulheres de Rondônia reafirmo o meu compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência. Aos demais servidores recebam o meu amparo e saibam que a prática de violência será sempre repudiada pelo nosso mandato. É necessário que as mulheres rompam o silêncio que as aprisiona em relações de dominação e violência” destacou dr. Paulo.

 

Dr. Paulo exigiu, em nome das mulheres de Cacoal, a implementação das Leis 4.721/21 e 4.986/22, ambas de sua autoria, nas escolas do município que versam sobre o programa de combate à violência contra a mulher no município de Cacoal. “O prefeito afrontou uma mulher, uma mãe, um ser humano, uma educadora, enfim, atacou a educação municipal. Mexeu com todos integrantes da comunidade escolar! É na escola que formaremos novos cidadãos, mais conscientes e mais responsáveis para mudar essa realidade hedionda” destacou.

 

(Assessoria do vereador)

 

 

 

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimas