Cacoal/RO, 27 de maio de 2024 – 06:44
Search
Search
27 de maio de 2024 – 06:44

Mauro Cid é preso preventivamente após depoimento no Supremo

Tenente-coronel prestou depoimentos sobre áudios em que ele relata pressão da Polícia Federal durante oitivas

Na avaliação de integrantes do Supremo e da PF, é alta a chance de que o acordo de colaboração premiada seja suspenso – (crédito: Ed Alves/CB/DA.Press)

O tenente-coronel Mauro Cid prestou depoimento no Supremo Tribunal Federal (STF) por cerca de meia hora nesta sexta-feira (22/3). Após a oitiva, ele foi preso preventivamente por ordem do ministro Alexandre de Moraes. De acordo com fontes no STF, ele foi questionado sobre a pressão que teria sofrido da Polícia Federal e indagado se fez as declarações válidas pela colaboração premiada por livre e espontânea vontade.

O depoimento de Mauro Cid ocorreu na sala de audiências do STF, presidido pelo desembargador Airton Vieira, juiz instrutor do gabinete do ministro Alexandre de Moraes. Participaram da audiência a defesa e o representante da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Fonte: CORREIO BRAZILIENSE

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp