Rondônia, 22 de julho de 2024 – 08:17
Search
Anuncie aqui
Search
22 de julho de 2024 – 08:17

Morre adolescente que ficou tetraplégico ao cair em treino de jiu-jitsu

Anuncie aqui
Douglas, de 15 anos, disse à mãe que foi jogado no tatame e parou de sentir o corpo do pescoço para baixo

A prática esportiva virou tragédia. Douglas Souza Braga, de 15 anos, que ficou tetraplégico após sofrer uma queda durante um treino de jiu-jitsu, morreu na segunda-feira (18), após uma parada cardiorrespiratória.

Ele sofreu uma lesão grave na coluna durante o treino no Centro de Treinamento Renan Teodoro, credenciado ao grupo GFTeam, em Japeri. O adolescente estava internado no hospital desde o dia 27 de julho, quando sofreu o acidente. Ele havia feito uma cirurgia para colocar três placas de platina na coluna e apresentava complicações clínicas e neurológicas. Inclusive, ele já havia sofrido outra parada cardíaca antes.

Douglas era faixa laranja e praticava o esporte desde os oito anos de idade. A família ficou sabendo que, durante a queda, a vítima treinava com um jovem de 18 anos, mais graduado que ele e sem a supervisão do instrutor. Douglas chegou a contar para a mãe que foi jogado no chão de maneira brusca e que gritou de dor.

A família procurou a 63ª Delegacia de Polícia de Japeri, no dia 12 de agosto, mas o policial de plantão não registrou o caso e recomendou que procurasse a Defensoria Pública, onde a família tem buscado atendimento para conseguir uma indenização.

Não há câmeras na academia e as versões do caso são relatadas por colegas de Douglas. O dono da academia teria dito que não viu como foi a queda. A família não conseguiu contato com o jovem causador da queda, mas afirma que ele foi expulso da academia.

A academia arrecadou dinheiro para a família, nas redes sociais, e o professor pediu doações de sangue e ofereceu um ônibus para levar os doadores. A mãe de Douglas era diarista, mas parou de trabalhar para cuidar do filho e estava vivendo de doações.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp