Cacoal/RO, 13 de junho de 2024 – 03:02
Search
Search
13 de junho de 2024 – 03:02

Projeto MP em Debate Acadêmico chegará a escolas públicas, privadas e a mais faculdades

Em uma nova fase do projeto MP em Debate Acadêmico, o Ministério Público de Rondônia levará ações de divulgação sobre a atuação institucional a estudantes do ensino médio de escolas privadas e públicas, chegando, inclusive, às turmas de mediação tecnológica, em comunidades afastadas. A ideia é também intensificar as ações nas faculdades, público original da iniciativa.

As tratativas para a nova fase do projeto estão sendo estabelecidas ao longo deste mês. Na última terça-feira (16/4), o Coordenador do Centro de Apoio Operacional Unificado, Procurador de Justiça Marcos Valério Tessila de Melo, e a Secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Pacini, estiveram reunidos para definir detalhes da parceria em nível de Estado.

No encontro, foi discutida a realização do projeto junto a alunos do terceiro ano, inclusive, aqueles moradores de áreas afastadas, que fazem ensino médio com mediação tecnológica. Para esses casos, o projeto do MP utilizará os estúdios e plataforma digital da própria Seduc.

A reunião na Secretaria teve a presença da Adjunta da pasta, Débora Raposo, dentre outros assessores técnicos, que contribuirão na formação da melhor estratégia para disseminação das atividades.
Instituições de ensino superior – Na última quarta-feira (17/4), em reunião online, o MP conversou com Instituições de Ensino Superior de todo o Estado e com dirigentes de escolas particulares que ofertam o 3º ano do Ensino Médio.

As instituições de ensino superior do Estado ratificaram a parceira garantindo maior abrangência de atividades em todas as áreas afetas a interesses institucionais. As palestras poderão ser proferidas remotamente ou presencialmente, mediante adesão prévia e ajustes entre os partícipes, com a finalidade de aproximar o Ministério Público e a rede de ensino, grande formadora de cidadãos.

(Gerência de Comunicação Integrada-GCI/MPRO)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp