Cacoal/RO, 16 de abril de 2024 – 11:19
Search
Search
16 de abril de 2024 – 11:19

Coluna do Xavier – CACOAL: O PODER PÚBLICO, A MOBILIZAÇÃO SOCIAL E A DEPRESSÃO…

Por Francisco Xavier Gomes

 

CACOAL: O PODER PÚBLICO, A MOBILIZAÇÃO SOCIAL E A DEPRESSÃO…

A organização social é um instituto que precisa ser avaliado com muito carinho em Nossa Urbe Obediana, como também deve ser avaliada a atuação da Câmara de Vereadores do Município e a própria administração municipal. Esta reflexão evidentemente não tem nenhum condão de macular, por exemplo, as associações de bairros, porque elas também possuem importante função na organização da população. Entretanto, cabe ponderar que nem todas as associações de bairros possuem o poder de mobilização necessário para atingir os objetivos coletivos pretendidos e este fenômeno não ocorre por culpa das associações. É a própria ineficiência do poder público que desarticula algumas associações, quando não exerce a relação institucional adequada. Há, porém, algumas associações de bairros que funcionam, sim, e que buscam levar as reivindicações às autoridades. Infelizmente, por razões óbvias, o grito rouco das associações de bairro raramente é ouvido pelas autoridades, principalmente pelos vereadores que formam esse pacote político de edis dominados pela alcaldia municipal…

Claro que os vereadores controlados pelo prefeito vão fazer beicinho, em relação aos fatos aqui registrados, mas não se pode ignorar a realidade. Igualmente, o Conselho Municipal de Saúde irá reclamar que foi injustiçado por este arrazoado. Mas a realidade que bate à porta dos cacoalenses é que esse conselho e os vereadores do grupo controlado pelo prefeito possuem uma atuação pífia e um grau de omissão sem precedentes. Certamente, por esta razão é que o movimento “Cacoal na Depressão” é muito mais eficaz, efetivo e sólido do que o citado conselho e edis. Muitas pessoas não gostam da Lu do Orquidário e há quem a considere uma barraqueira contumaz. Mas a verdade é que ela tem muito mais trabalho prestado ao município do que todos os vereadores chaveirinhos do prefeito e também do que o conselho de saúde do município. Lógico que ela não atua sozinha! Dentro do movimento Cacoal na Depressão há outras tantas pessoas que atuam em conjunto com Lu do Orquidário. Esse grupo fiscaliza os recursos que chegam ao município, acompanha diariamente a situação de pacientes que sofrem para fazer determinados procedimentos nas unidades de saúde do município, realiza ações solidárias, distribui cestas básicas para pessoas que necessitam e cobra das autoridades aquilo que elas prometeram em campanha. Com relação às unidades de saúde, o principal problema é a falta de servidores e a péssima gestão da pasta, além, é claro, da total omissão do CMS…

As pessoas que acompanham a rotina da Câmara Municipal de Cacoal e a atuação do movimento Cacoal na Depressão certamente vão entender o conteúdo desse texto. A Lu do Orquidário, que atualmente está a mais de 2.000km de Cacoal, é muito mais atuante do que todos os vereadores da base do prefeito juntos, mas eles vão negar, porque o esporte preferido deles é mentir que “trouxeram” milhões de reais para o município, quando todo mundo sabe que isso não é verdade. É evidente que a líder do Cacoal na Depressão enfrenta obstáculos grandes, porque as pessoas que não gostam dela reagem com muita truculência. Diversos secretários municipais já ajuizaram ações na justiça contra ela, na tentativa de intimidar. Essas ações judiciais não tiveram sucesso, mesmo porque os secretários não podem negar a realidade de suas secretarias. Como registramos em epígrafe, nem todas as associações de bairros são omissas, mas se elas tivessem atuação vigorosa, como o movimento liderado por Lu do Orquidário, muitas coisas já tinham mudado para melhor. E não custa nada repetir: nem todas as associações são apagadas, mas existe omissão de algumas, sim. A própria UMAM, ninguém sabe se ainda existe em Cacoal, ninguém vê uma nota pública, ninguém vê a diretoria da UMAM nas audiências públicas, ninguém sabe onde fica a sede. Infelizmente, essa é a realidade…

Pouco tempo atrás, o Conselho Municipal de Saúde realizou uma solenidade para homenagear a secretária de saúde. Olha, a secretária pode ser gente boa, honesta, educada, serena… Mas ela não reúne as condições técnicas para tocar a pasta. É por isso que muitas coisas não caminham. No caso das unidades de saúde estaduais, quando Cacoal não tinha nenhum deputado, funcionavam muito melhor. É lamentável admitir, mas existem deputados em Rondônia que têm como principal finalidade indicar apaniguados para dirigir determinados setores, apenas com a finalidade de abrigar cabos eleitorais. Na prática, o Hospital Regional diminuiu depois que “Só na Bença” deixou o mandato. Atualmente houve até UTI fechada, no Polo de Saúde de Rondônia. Os fatos mostram que a regressão é gritante, mas ninguém fala nada. E a situação tende a ficar mais complicada, porque em breve todos os deputados, prefeito e vereadores vão cuidar da eleição municipal. Tudo indica que o movimento Cacoal na Depressão vai ter mais trabalho, porque as pessoas que necessitam de cestas básicas continuarão precisando de ajuda, a situação precária na saúde continuará, os problemas na educação continuarão… Somente a turma dos parabéns é que tem outra opinião…

A SEMAST, por exemplo, possui uma atuação que não é ruim, mas precisa ir além, precisa articular as associações de bairros, precisa revisar os cadastros de pessoas de rua, precisa denunciar os vereadores que usam a pasta para fazer politicagem. Sempre que a SEMAST faz uma ação, há vereadores que saem nos bairros dizendo que foram eles. A secretaria da ação social precisa acordar, porque tem sido usada por políticos oportunistas e medíocres. Em resumo, temos que admitir a realidade da mobilização social em Nossa Urbe Obediana: sem a mobilização social de grupos como o Cacoal na Depressão, a situação poderia ser bem pior. Os vereadores da tal base do prefeito deveriam abrir mão da arrogância e da vaidade para fazer um cursinho com Lu do Orquidário. Eles iriam melhorar muito, se é que isso é possível… Tenho dito!!!!

FRANCISCO XAVIER GOMES – Professor da Rede Estadual e Jornalista

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp