Cacoal/RO, 26 de fevereiro de 2024 – 09:17
Search
Search
26 de fevereiro de 2024 – 09:17

Coluna BOCA MALDITA: FÚRIA INVESTIGADO

DIA DOS PROFESSORES

Nesta sexta-feira, 15 de outubro, o Brasil comemorou o Dia dos Professores. Como estes profissionais possuem a missão de promover a ciência e formar a sociedade, registramos nossos cumprimentos e desejamos que nossas autoridades saibam reconhecer que  estes profissionais necessitam ser respeitados e valorizados a cada dia, para que o Brasil tenha as condições de garantir às futuras gerações que encontrem a formação adequada para conduzir os destinos da nação. Os professores são o caminho para a ciência, para o crescimento e para o desenvolvimento do Brasil. Aliás, nos últimos dias, diversos estados brasileiros decidiram pelas volta às atividades presenciais nas escolas, mesmo sem que os estudantes estejam vacinados. Este fato pode colocar em risco a vida de muitos profissionais da educação e também as famílias dos alunos. Como as aulas estão funcionando remotamente, talvez fosse mais seguro discutir melhor à volta às aulas presenciais, visto que faltam poucos dias para o encerramento do ano letivo. Quando falamos em respeito aos professores, estamos falando que zelar pela saúde desses profissionais é um gesto de respeito, mas que não tem acontecido em muitos estados brasileiros. Parabéns aos professores e que nosso país aprenda a respeitá-los de verdade.

CONSELHO DE USUÁRIOS

A Fundação Universidade Federal de Rondônia criou recentemente um Conselho de Usuários, entidade que terá a finalidade de avaliar os serviços prestados pela UNIR no estado de Rondônia. A criação desse conselho mostra claramente a intenção da universidade de elevar a qualidade dos serviços. O conselho será formado por pessoas da comunidade que poderão acionar a Ouvidoria da UNIR e apresentar suas reclamações, sugestões, dúvidas. É realmente uma decisão administrativa muito positiva, porque evidencia o respeito que a instituição tem para com a população de Rondônia e possibilita que a própria população dê opiniões sobre como melhorar os serviços. Talvez fosse importante que outras instituições de Rondônia seguissem a ideia, porque certamente a qualidade dos serviços tende a melhorar muito no estado. A iniciativa da UNIR é muito positiva, necessária e pode ajudar a fazer a instituição crescer muito no estado e até mesmo ampliar a oferta de cursos para outros municípios do interior do estado.

ESCOLINHA POMERANA

No próximo domingo, dia 17 de outubro, vai acontecer no distrito de Divinópolis um evento cuja finalidade é comemorar o Dia das Crianças. O evento está sendo organizado pelo Gilmar Felberg, sua esposa e outras pessoas da comunidade. Conforme dizem os organizadores, a principal finalidade é que as crianças do distrito tenham alguma atividade que marque a data comemorativa, visto que o poder público não costuma realizar eventos desse tipo em Divinópolis. Na ocasião, haverá jogos, brincadeiras e um lanche será servido para as crianças. Além de comemorar a o Dia das Crianças, a data foi escolhida para iniciar as matrículas das crianças que tenham interesse em participar da Escolinha Pomerana de Futebol. Conforme esclarece o Gilmar Felberg, a ideia da escolinha não é formar grandes craques do futebol mundial ou nacional. A principal finalidade é formar cidadãos conscientes e o esporte é muito importante para formar pessoas. A Escolinha Pomerana não possui fundos financeiros para manter a estrutura e aceita doações das pessoas que tiverem interesse em ajudar. É uma iniciativa comunitária e que vai atender quase 200 crianças no distrito de Divinópolis. Registramos nossos parabéns ao Gilmar Felberg e às demais pessoas que ajudam manter a escolinha.

PRIORIDADE FUTEBOL

Esta semana, o vereador Paulo Roberto Duarte Bezerra (Paulinho do Cinema) usou a tribuna da Câmara de Cacoal, na sessão da última segunda-feira, e fez diversas críticas sobre a forma como a AMEC tem atuado no setor de esportes do município. O vereador afirmou que conhece o diretor da autarquia, que atuaram juntos na vereança e que tenho muito carinho pelo ex-colega de mandato Claudemar Littig. Entretanto, Paulinho do Cinema deixou claro que a AMEC não pode se limitar a atuar somente no setor de futebol e ignorar outras modalidades esportivas, porque não é desta forma que se faz esporte. O vereador Paulinho do Cinema cobrou da AMEC um envolvimento maior com outras modalidades de esporte, como vôlei, basquete, xadrez, natação, judô, ciclismo e várias outras. Na ocasião, o vereador lembrou que a atual gestão da AMEC deveria procurar ex-gestores que passaram pela instituição e pedir sugestões sobre como atuar de maneira igualitária para atender diferentes modalidades. Para citar um exemplo, o professor Welington Nunes foi diretor da AMEC na gestão da prefeita Glaucione Rodrigues e teve excelente atuação à frente da autarquia de esportes de Cacoal.

ELEIÇÃO DA MESA DIRETORA

A sessão ordinária da Câmara de Cacoal, realizada na última segunda-feira serviu para discutir um projeto de resolução referente à eleição da Mesa Diretora do Poder Legislativo. O assunto gerou certa polêmica, porque nove vereadores assinaram documento propondo que a eleição dos membros da Mesa Diretora fosse realizada na primeira sessão ordinária do mês de dezembro de 2022, ou seja, no fim do mandato de dois anos da atual presidência. Alguns vereadores tentaram mudar de opinião sobre os documentos que tinham assinado, mas após uma ampla discussão concordaram em votar a matéria e definir que a eleição será mesmo na primeira sessão ordinária do mês de dezembro de 2022. O vereador Luís Fritz, que até este momento desejava a eleição a qualquer hora, apresentou uma emenda para que a mudança de data valesse somente para os próximos vereadores, que serão eleitos em 2024, mas a proposta dele foi derrotada no plenário. Na realidade, o vereador Fritz já estava se movimentando nos bastidores, como o aval do prefeito, para tentar fazer a eleição nos próximos dias. Claro que a intenção do vereador Luís Fritz era ser eleito presidente, mas o plano dele deu errado.

CONFLITOS POÉTICOS

Os vereadores Paulo Henrique Silva e Paulinho do Cinema têm vivido diversos conflitos durante as sessões da Câmara de Cacoal. Paulo Henrique costuma cobrar dos colegas que eles se esforcem para adquirir melhores condições técnicas para exercer o mandato. Por sua vez, o vereador Paulinho do Cinema interpreta as cobranças do colega como uma forma de humilhação e não aceita as cobranças. Na realidade, os vereadores de Cacoal realmente precisam fazer um esforço muito grande para melhorar a formação, porque eles passam muita vergonha e por diversas vezes já prejudicaram a população, justamente pela falta de conhecimento das atribuições do mandato e das leis em vigor. Nos conflitos entre Paulo Henrique e Paulinho do Cinema, o poeta Cazuza foi a inspiração. “(…) Eu sou um cara. Cansado de correr. Na direção contrária. Sem pódio de chegada ou beijo de namorada. Eu sou mais um cara (…)”, cantou o vereador Paulinho do Cinema, tentando dizer que todos os vereadores são iguais.  “(…) A tua piscina ‘tá cheia de ratos. Tuas ideias não correspondem aos fatos. O tempo não para (…)”, rebateu Paulo Henrique.

 

CHAPOLIN COLORADO

O prefeito Adailton Fúria realizou uma festa para comemorar o dia das crianças. O evento aconteceu nas dependências do estádio municipal Aglair Tonelli em Cacoal. Na festa, o prefeito resolveu distribuir 600 bicicletas para alunos que foram escolhidos pela Secretaria Municipal de Educação de Cacoal como alunos geniais.  A SEMED não chegou a divulgar claramente os critérios utilizados para fazer as escolhas, mas a festa aconteceu e teve o apoio de vários vereadores. Muitas pessoas em Cacoal alegam que os recursos utilizados para comprar bicicletas deveriam ser empregados em atividades que envolvessem todas as crianças da rede municipal de ensino, que são cerca de 6.000 estudantes. Na prática, o evento promovido pelo prefeito atendeu aproximadamente 10% dos estudantes, enquanto os outros não receberam nenhum benefício. Na festa em que entregou as bicicletas, o prefeito participou vestido de Chapolin Colorado. A escolha pode não ter sido a melhor ideia, porque o seriado do Chapolin Colorado tem como principal finalidade mostrar um “herói” sem noção e sem capacidade de salvar seus protegidos.

GÊNIOS DO RIOZINHO

O projeto original para a doação de bicicletas foi aprovado na Câmara de Cacoal com o nome de “Projeto Jovens Gênios”. Então, a finalidade era escolher gênios nas escolas para receberem bicicletas. No decorrer da escolha das crianças que seriam privilegiadas, o nome original do projeto parece ter sido revisado, mas a versão que os vereadores aprovaram, e elogiaram muito, foi a versão “Jovens Gênios”. Neste caso, quem deve ficar muito feliz é a população do distrito de Riozinho, localizado a 10 km do centro de Cacoal, porque 31 crianças do distrito foram contempladas pelo Chapolin Colorado.  Caso o projeto original da Secretaria de Educação de Cacoal ainda tenha validade, podemos afirmar que o Riozinho possui mais de 30 gênios. Assim, vamos torcer para que todas essas crianças se tornem adultas e sejam eleitas vereadores e vereadoras em Cacoal. Caso isto aconteça, já teremos a resposta para a pergunta que se tornou muito conhecida no seriado do Chapolin Colorado: “E agora, quem poderá nos salvar?”

FÚRIA INVESTIGADO

O vereador Paulo Henrique Silva fez um duro discurso contra o prefeito de Cacoal, Adailton Fúria, na sessão ordinária da Câmara de Cacoal ocorrida segunda-feira. A polêmica envolvendo o vereador e o prefeito começou quando Paulo Henrique denunciou Adailton Fúria, porque, segundo o vereador, havia suspeitas de que máquinas da prefeitura teriam sido utilizadas para fazer serviços particulares numa chácara que seria do prefeito. Adailton Fúria revidou dizendo que denunciaria o vereador, porque tentou pedir favores de sua administração. Ocorre que, ao tentar fazer a denúncia contra o vereador, o prefeito Fúria passou a ser investigado pelas autoridades e a situação pode se tornar complicada futuramente. O vereador Paulo Henrique declarou que,  desde já, coloca seus sigilos à disposição das autoridades, porque jamais cometeu nenhum crime e não tem medo de intimidações do prefeito. Essa polêmica entre o vereador Paulo Henrique e o prefeito Adailton Fúria também revela a fragilidade do poder legislativo, porque o Ministério Público resolveu fazer uma investigação, mas a Câmara de Cacoal, até hoje, finge que não sabe de nada. Nenhuma comissão para apurar as denúncias do vereador foi instalada.

 

 

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp