Cacoal/RO, 3 de março de 2024 – 14:45
Search
Search
3 de março de 2024 – 14:45

Funcionamento do Centro do Autismo gera polêmica em Cacoal e pedido de apoio do Governo é solicitado

Vereador Dr. Paulo Henrique (PTB) denuncia falta de planejamento na administração municipal e cobra apoio do governo estadual para o Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado em Autismo

 

Ao participar da reunião com as mães atípicas no dia 01/10, realizada na Câmara de Cacoal, o Vereador Dr. Paulo Henrique (PTB) chamou a atenção para o descaso da administração municipal com o atendimento no Centro do Autismo. Segundo o Vereador, a política inclusiva apresentada pela Administração Municipal não está correspondendo com os anseios das mães atípicas, que necessitam de atendimento no Centro de Autismo.

Dr. Paulo Henrique explicou que a falta de planejamento e organização na contratação de profissionais habilitados fez com que algumas mães atípicas procurassem os direitos dos seus filhos. “O papel da família é fundamental nos cuidados e amor aos autistas, mas o poder público tem obrigação de oferecer um atendimento de qualidade e um serviço acolhedor para as pessoas, mas na reunião o prefeito Fúria mentiu mais uma vez para as mães presentes, alegando dificuldades para melhorar o atendimento na unidade”, explicou o Vereador.

 

O debate ficou enfático entre Executivo e Legislativo há um ano atrás, após a tramitação dos Projetos de Lei 193/2022 e 04/2023, que versava sobre o Teste Seletivo Simplificado para contratação de servidores temporários da educação. Neste caso o prefeito usou o centro do autismo como referência para abrir teste seletivo para contratação de mão de obra qualificada na educação, o que não aconteceu. O jogo de empurra com o teste seletivo, segundo o vereador, é para não realizar Concurso Público.

O Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo atua de forma terapêutica no atendimento dos estudantes com TEA de 1 a 14 anos e atualmente presta serviços para um total de aproximadamente 75 crianças, com idades variando de 0 a 12 anos, oriundas da rede pública municipal e estende seu atendimento a crianças com idades de 12 a 14 anos, provenientes da rede pública estadual, totalizando aproximadamente 140 alunos beneficiados com a assistência especializada.

Dr. Paulo Henrique solicitou da Mesa Diretiva que fosse enviada uma indicação, em nome dos 12 Vereadores, para que o Governador Marcos Rocha estenda apoio ao Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado em Autismo de Cacoal, com a contratação e disponibilização de profissionais fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais.

“Essas crianças e suas famílias enfrentam desafios significativos e o acesso a terapias como a fisioterapia e outras especialidades desempenha um papel fundamental em seu desenvolvimento e na qualidade de vida, é mais do que justo e necessário o apoio do governo do estado, especialmente com a contratação desses profissionais”, finalizou o vereador.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp