Anuncie aqui
Anuncie aqui

Governo capacita profissionais para diagnosticar casos precoces de hanseníase

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), através da Coordenação Estadual de Programa de Controle da Hanseníase, do dia 09 a 13, realiza uma capacitação para que cerca de 30 profissionais possam identificar e diagnosticar casos precoces de Hanseníase.

Com 482 novos casos de hanseníase em Rondônia, conforme os dados parciais divulgados pela coordenação da Agevisa, as atualizações por meio de capacitações são constantes, para garantir que novos profissionais de saúde sejam qualificados ao atendimento, já a capacitação acontece em Nova Mamoré, Guajará-Mirim, Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste e alguns distritos de Porto Velho.

A detecção precoce é de suma importância, pois pode evitar a incapacidade física, a partir de uma avaliação minuciosa em todo o corpo do paciente, para localização de qualquer mancha com sensibilidade.
Em todas as capacitações são reforçadas as instruções de busca aos contatos (pessoas que convivem com o paciente) para que também sejam avaliados. Seguindo a obrigatoriedade do Ministério da Saúde, para avaliação dos familiares de um paciente com idade igual ou menor que 15 anos, a importância também sem estende ao adulto em qualquer fase da vida, para que as pessoas mais próximas sejam avaliadas.

Fonte: Secom / Governo do Estado de Rondônia

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp