Cacoal/RO, 20 de maio de 2024 – 08:32
Search
Search
20 de maio de 2024 – 08:32

Maio Laranja: livro infantil atua na prevenção da violência contra crianças

Com uma linguagem lúdica, o livro que traz duas histórias empodera meninos e meninas para que reconheçam abusos, consigam pedir ajuda e possam dizer NÃO

Crédito da foto: Lucas Amorim

 

No Brasil, três crianças são vítimas de abuso sexual a cada hora. Somente em 2023, o Pequeno Príncipe, maior e mais completo hospital pediátrico do país, realizou 745 atendimentos por suspeita de abuso e maus-tratos. A violência sexual continua sendo predominante, representando 58% desses casos. A pouca idade das crianças atendidas na instituição também é alarmante, pois 70% delas estavam na primeira infância, ou seja, tinham até 6 anos.

Desde 2006, o Pequeno Príncipe promove a Campanha Pra Toda Vida – A Violência não Pode Marcar o Futuro das Crianças, para dar visibilidade às ações de combate à violência promovidas na instituição. Nessa trajetória, o Hospital entendeu que é necessário também empoderar as crianças e fortalecê-las para que possam reconhecer abusos, consigam pedir ajuda e possam dizer NÃO.

Nesse sentido, a campanha deste ano ganhou reforço por meio de um projeto viabilizado pela Lei Rouanet – Pronac 223456. A iniciativa traz ao Brasil, de forma gratuita, a tradução do livro alemão que traz duas histórias Nenhum Beijinho à Força e Nenhum Carinho à Força. Com muita sensibilidade e poesia, a escritora Marion Mebes e a ilustradora Lydia Sandrock falam sobre o quanto é gostoso receber um beijo e um carinho quando queremos. Mas reforçam: é você quem decide se quer ou não! É seu direito escolher e dizer NÃO!

A obra será lançada no próximo dia 30 de abril, a partir das 14h30, no Jardim dos Sonhos do Pequeno Príncipe, com a distribuição gratuita de exemplares. Além disso, o projeto vai realizar duas palestras, sobre direitos da infância e adolescência, para professores e educadores, e contações de histórias para pacientes do Hospital.

Maio Laranja

Os lançamentos das obras marcam o início do Maio Laranja – mês dedicado a ações de prevenção e combate à violência, ao abuso e à exploração sexual infantojuvenil – e também da Campanha Pra Toda Vida. E com o intuito de engajar o máximo de pessoas nessa causa, os livros também ganharam versões em animação, disponíveis no canal do Hospital Pequeno Príncipe no YouTube, por meio do link Link. Assista aos vídeos ou leia os livros com uma criança, fique atento aos sinais e denuncie a suspeita de violência. Respeito sim. Violência não!

Sobre as obras:

Essa é a primeira tradução desses livros publicada em português. Mas é importante destacar que o trabalho das autoras vem sendo desenvolvido desde a década de 1980, principalmente na Alemanha, seu país de origem.

Marion Mebes – autora

Empresária, assistente social e autora literária, nasceu em 1954 em Berlim. Também é cofundadora do Wildwasser Berlin – um grupo de trabalho contra o abuso sexual de meninas em que trabalhou com adultos e crianças até meados dos anos 1980. Cofundadora da Associação Federal para a Prevenção do Abuso Sexual de Meninas e Meninos e da N.I.N.A. e.V. Como editora e livreira, ela está comprometida em proteger meninos e meninas há mais de 30 anos.

Lydia Sandrock – ilustradora

É psicóloga alemã que, por mais de três décadas, vem acolhendo vítimas de abuso sexual e estupro, abuso sexual infantil, violência doméstica e perseguição. Ela combate a violência em diversos níveis, incluindo o treinamento de profissionais múltiplos, criação de redes de contato e relações públicas, e organizando campanhas e conferências sobre o tema. Já atuou como coordenadora de abrigos de mulheres e é chamada constantemente como conselheira nos municípios, estados e até em nível nacional na Alemanha.

Respeito sim. Violência não!

Desde 2006, o Pequeno Príncipe promove a Campanha Pra Toda Vida – A Violência não Pode Marcar o Futuro das Crianças, para dar visibilidade às ações de combate à violência promovidas na instituição. Por meio de manuais e palestras educativas voltadas a profissionais de saúde e da educação, livros sobre autoproteção direcionados ao público infantojuvenil, e mobilização da comunidade por meio de vídeos, posts em redes sociais, divulgação na imprensa e apoio de influenciadores digitais desde 2019, a campanha busca dar destaque ao tema, seja ajudando os profissionais a identificar os sinais de violência, seja incentivando as pessoas a fazer denúncias.

Sobre o Hospital

Com sede em Curitiba (PR), o Pequeno Príncipe, maior e mais completo hospital pediátrico do país, é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que oferece assistência hospitalar há mais de 100 anos para crianças e adolescentes de todo o país. É referência nacional em tratamentos de média e alta complexidade, como transplantes de rim, fígado, coração, ossos e medula óssea. Com 369 leitos, incluindo 76 em UTIs (Geral, Cirúrgica, Neonatal e de Cardiologia), atende em 47 especialidades e áreas da pediatria que contemplam diagnóstico e tratamento, com equipes multiprofissionais. Promove 60% dos atendimentos via Sistema Único de Saúde (SUS) e, em 2023, realizou cerca de 228 mil atendimentos ambulatoriais, 20 mil cirurgias e 307 transplantes. Também no ano passado, pela terceira vez consecutiva, a instituição figurou como o melhor hospital exclusivamente pediátrico da América Latina, em um ranking anual elaborado pela revista norte-americana Newsweek.

Acesse as animações: Link

Fonte: Hospital Pequeno Príncipe [email protected]

 

 

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp