Cacoal/RO, 26 de maio de 2024 – 19:41
Search
Search
26 de maio de 2024 – 19:41

Médico que atuava no combate à pandemia morre por Covid-19 em Cacoal

Download

Um médico que atuava no combate à pandemia do novo coronavírus em Nova União (RO) morreu em Cacoal, na tarde desta terça-feira (30) vítima da doença. A informação sobre a morte de André Magalhães Pacheco foi confirmada pela família e pelo secretário municipal de Saúde de Ouro Preto do Oeste, Cristiano Ramos Pereira, cidade onde o doutor diagnosticou positivo ao vírus Sars-Cov-2.

“Passando aqui para informar a morte do nosso colega, André Pacheco. Faleceu às 14h em Cacoal vítima da Covid-19. Ele havia ficado internado três dias aqui em Ouro Preto, começou a se agravar, foi encaminhado para Cacoal, ontem foi entubado e hoje às 14h veio a óbito”, disse Pereira em vídeo.

De acordo com uma irmã do médico, André era hipertenso e tinha diabetes. O óbito também foi confirmado pelo Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) através de nota.

Segundo a irmã de André, o doutor foi internado no dia 22 de junho em Ouro Preto do Oeste, dia em que fez o exame para detecção do novo coronavírus e recebeu resultado positivo. Porém, na mesma semana, ele precisou ser transferido para Cacoal por agravo no estado clínico.

De acordo com o secretário Cristiano Ramos Pereira, André não chegou a atender em Ouro Preto nesse meio tempo. “Ele havia se desligado do nosso município no começo do mês de junho. Como ele tinha um vínculo afetivo com o nosso hospital, resolveu vim consultar, fez o teste e deu positivo. Em nome de toda a nossa equipe, ficam os nossos sentimentos à família. Não é uma gripe qualquer”, reiterou.

Em comunicado, o Cremero informou que André Pacheco “atuava na linha de frente no combate ao novo coronavírus no município de Nova União” e também lamentou a morte do médico.

O corpo do médico será sepultado em Cacoal, segundo a família. André Pacheco deixa esposa. (Texto e foto: Planetafolha)

Em Cacoal

Em áudio postado por Rubens Campos, que prestava serviços no extinto Hospital Jesus Nazareno, em Cacoal, ex-vereador, muito entristecido lamentava: “Nossa! Pessoal do grupo, o André, filho do sargento Pacheco e Alice, eu vi esse rapaz crescer, um rapaz bom, olha que tristeza para nós, nossa! E gente nossa, os pais dele são amores de pessoas. Eu vi ele crescer, meu senhor! Olha aí quem não acredita no Covid! Ele era da linha de frente ao combate do Covid na cidade de Nova União,   formado médico, os pais estavam orgulhosos…”.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp