Cacoal/RO, 24 de maio de 2024 – 02:41
Search
Search
24 de maio de 2024 – 02:41

O DIA 22 DE ABRIL NA HISTÓRIA

22.4.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA
1920 – Por iniciativa do jornal Alto Madeira, um grupo de cidadãos realiza o I Censo Infantil de Porto Velho.
1940 – Nordestinos vindos para os seringais poderão ser contatados pela administração da ferrovia Madeira-Mamoré que está interessada em recrutar esses trabalhadores.
1955 – Em notas publicadas nos jornais, a população está convocada para a chegada do novo governador do Território, José Ribamar de Miranda, que substituirá Paulo Nunes Leal, há um ano administrando o Guaporé.
1983 – O governador Jorge Teixeira empossa os primeiros conselheiros do Tribunal de Contas do Estado e o primeiro procurador geral do MP de Contas.
1985 – Os jornais A Tribuna e Alto Madeira lançam edições extras para noticiar a morte do presidente eleito Tancredo Neves, na noite anterior, inclusive com as repercussões locais e nacionais.
1987 – A Polícia Militar, sem a presença do governador Jerônimo Santana, comemorou o seu 10º ano da instituição, com entrega de medalhas e promoções de seus membros como a 2º tenente Angelina Correia, ao posto de 1º tenente.
1987 – Centenas de estudantes, de escolas públicas da capital, promoveram uma passeata cobrando do governo a recontratação de professores em greve.

HOJE É
Dia do descobrimento (oficial) do Brasil. Dia da Comunidade Luso Brasileira. Dia do Planeta Terra. Dia do Arteterapeuta. Dia do Agente de Viagem. Dia da Aviação de Caça.
Católicos celebram Santa Senhorinha, Santa Maria do Egito, São Sotero, São Caio, São Agapito.

BRASIL
1500 – A frota de Pedro Álvares Cabral chega ao litoral da Bahia que assume a terra, depois chamada Brasil, em nome de Portugal. 1821 – D. Pedro é nomeado príncipe regente do Brasil.

MUNDO
1977 — Utilizada pela primeira vez a fibra ótica como condutor de elevado rendimento de luz, imagens ou impulsos codificados. 2016 – A ONU assina o acordo de Paris, definindo metas para a redução do aquecimento global.

 

FOTO DO DIA

O GOVERNADOR DA TRANSIÇÃO

 

Em abril de 1955 o Território teve seu último governador ainda como “Guaporé”, o tenente-coronel José Ribamar de Miranda, que no ano seguinte implantou a nova denominação, “Rondônia”.
À época o governador do Território era indicação pessoal do deputado federal, no caso Joaquim Vicente Rondon, líder do grupo “pele-curta”, adversário do grupo do cacique Aluízio Ferreira, o grupo “cutuba”.
Após assumir, Ribamar Miranda abandonou os parceiros, alegando que lhes faltava austeridade para compor um governo sério (*), e mudou-se para os “cutubas”.
Dentre suas obras importantes estão propostas de aproveitamento energético do Rio Madeira em Santo Antônio, a criação de novos municípios e a destocagem da área para o Aeroporto Belmont.
Seu antecessor, Paulo Nunes Leal, voltaria ao cargo 3 anos e entraria para a história como quem convenceu JK a mandar abrir a BR-029.
(*) https://rondonia.ro.gov.br/historia-de-rondonia-ultimo-governador-do-territorio-federal-ribamar-de-miranda-soltou-presos-e-liberou-o-palacio-ao-publico/#:~:text=Jos%C3%A9%20Ribamar%20de%20Miranda%20nasceu,oficial%20da%20arma%20de%20Infantaria.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp