Cacoal/RO, 22 de maio de 2024 – 18:56
Search
Search
22 de maio de 2024 – 18:56

O DIA 8 DE ABRIL NA HISTÓRIA – Dia Mundial de Combate ao Câncer

8.4.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA
1920 – Em Abunã, caçador tenta matar a golpes de facão um tamanduá, e termina vítima das garras do animal, que dilaceraram seu pescoço.
1948 – É grande o número de pessoas tuberculosas em Porto Velho e o governo do Território iniciou uma campanha de orientação, combate e prevenção à doença.
1950 – Para ajudar os ribeirinhos alagados pelo Rio Madeira, são vários os movimentos em Porto Velho, incluindo coleta de donativos, sessão especial de cinema e um festival num clube da cidade.
1984 – Com previsão de mais chuvas fortes até ao fim do mês, as águas do Rio Madeira já invadem ruas centrais de Porto Velho e a antiga estação da ferrovia Madeira-Mamoré.
1987 – Dois delegados, acusados de envolvimento na morte do comerciante de ouro “Assis”, em 1982, tentam relaxar a preventiva para se apresentarem à Justiça.
2014 – Pelos cálculos de tripulantes de embarcações a cheia do Rio Madeira, que este ano atingiu mais de 19 mts acima do nível normal, dá sinais de arrefecimento.

HOJE É
Dia Mundial de Combate ao Câncer. Dia Nacional do Sistema Braille. Dia Mundial da Natação. Dia Mundial da Astronomia. Dia Nacional dos Correios.
Católicos celebram São Dionísio de Corinto, Santo Alberto Magno.

BRASIL
1719 — O bandeirante paulista Pascoal Moreira Cabral (1654/1724) funda Cuiabá, território espanhol pelo Tratado de Tordesilhas. 1963 — Fundação do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo.

MUNDO
1973 — Morre Pablo Picasso (n. 1881), pintor espanhol , ajutor der “Guernica”. 1999 – Descobertos grupos de múmias Incas na Cordilheira dos Andes;

 

FOTO DO DIA

GUEDES, UM ESQUECIDO (VI) – FINAL

Em sua casa, o governador Humberto Guedes elogiou sua equipe, destacando o secretário de Educação Jerzy Badocha (eleito deputado estadual em 1982, um dos subscritores da 1ª Constituição estadual).
Ele lamentou não ter feito mais por Guajará-Mirim, “porque a chegada de milhares de novas famílias em busca de terra, que se instalaram na regão centro-sul da BR rondoniense precisavam muito de tudo”.
É comum ouvir-se que seu sucessor, Jorge Teixeira, abafou o que Guedes fizera. Na entrevista, nenhuma palavra contra Teixeira.
Disse, sobre o legado deixado a Teixeira: “Fiz o que nunca ocorrera na História do Território: o atual convidar o futuro governador a visitar Rondônia. A isso, hoje, se chama período de transição”.
“Ele conheceu o projeto visando à criação do Estado, demos todas as informações necessárias. Passei a ele a contabilidade, relato do que tinha sido feito, do que paguei, do que tinha a pagar”.
Foto: Eu, apresentando um governador ao outro, quando Teixeira, a convite de Guedes, veio para conhecer RO. (F. Manoel Nascimento)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp