Cacoal/RO, 20 de maio de 2024 – 07:45
Search
Search
20 de maio de 2024 – 07:45

Professora de Buritis é afastada após divulgar trecho de livro sobre conteúdo sexual

Professora disse ter feito a publicação em um grupo de pais após polêmica com outro livro

Uma professora de uma escola municipal de Buritis (RO), foi afastada na última quinta-feira (18), após divulgar, em um grupo de WhatsApp o trecho de um livro com conteúdo sexual. Na ocasião, as mães estavam criticando outro livro com conteúdo do movimento LGBTQIAPN+.

A professora, então, na tentativa de tranquilizar os pais divulgou o trecho do livro e explicou que tais livros passavam por uma triagem e não chegavam aos alunos. Logo depois, a professora foi afastada pela prefeitura.

“Chegaram mil livros literários para o cantinho de leitura. E em 17 de abril nós estávamos lendo os livros antes de expor eles para os alunos e nos deparamos com o livro: ‘A mamãe vai ter um bebê’. Tirei foto da capa do livro e de uma página. E postei em um determinado grupo, onde as mães estavam indignadas sobre esse assunto e alertei que nossa escola estava lendo os livros e retirando para que os alunos não tivessem acesso a esse conteúdo. Deixando bem claro que sou contra esse tipo de conteúdo. Por eu ter postado a capa e uma página do livro, eu fui penalizada por isso”, disse a professora.

A prefeitura de Buritis instaurou um Procedimento Administrativo na última quinta-feira (18) para apurar o caso. A professora que publicou no grupo de pais a capa e uma pagina de um livro, que estava em analise, foi intimada a depor. Por fim, ainda na última quinta-feira a gestão municipal publicou um decreto no qual afastou a professora do cargo.

Além disso, a prefeitura confirmou que o livro sobre conteúdo sexual estava em fase de análise e não estava disponível para os alunos. Porém pediu para que um dos pais devolvesse o livro com conteúdo LGBTQIAPN+.

“Esse livro foi adquirido pela escola, e nós temos na escola uma equipe nomeada pela direção da escola para fazer a avaliação dos livros para depois chegar até nossos alunos. E esse livro [com conteúdo sexual] está sendo avaliado no momento e uma servidora tirou uma foto e postou em grupos de WhatsApp, mas, na verdade, esse livro não ia para as mãos dos alunos. Esse livro seria recolhido porque tem a avaliação dos livros. E temos a questão do outro livro [com conteúdo LGBTQIAPN+], esse que chegou através de outra escola. Quero deixar bem claro a população que nós, como prefeito da cidade, pai de família, tenho filho de 12 anos estudando na escola e nós não queremos isso para nossos filhos, se não queremos para o nosso, não queremos para a nossa população de uma forma geral. Somos contra esse tipo de livro nas nossas escolas municipais, e nós advertimos isso imediatamente, fizemos hoje pela manhã uma visita nas escolas, recolhemos esses livros”, disse o prefeito de Buritis.

Conforme dito pelo prefeito, os livros foram recolhidos e, além disso, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) verificou se havia outros livros similares nas escolas para fazer a remoção.

“Nós já tomamos todas as providências, a nossa equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, detectando que esses livros estavam na escola imediatamente já tomando conhecimento dessa situação entraram em contato com gestores e nós nos dirigimos até as escolas e fizemos reunião com todos os gestores das escolas municipais para saber se tinham outros títulos que pudessem também vir com esse conteúdo não adequado para crianças nessas idades. Foram recolhidos dois livros nessa escola e nós estamos tomando todas as providências cabíveis, só gostaria de ressaltar que todos os nossos gestores fazem uma triagem juntamente com uma equipe pedagógica das escolas e com os professores fazem uma análise muito criteriosa desses conteúdos”, disse a secretária da Semed.

Veja o relato de uma mãe sobre um livro com conteúdo LGBTQIAPN+.

 

Fonte: Portal SGC

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp