Cacoal/RO, 22 de maio de 2024 – 19:10
Search
Search
22 de maio de 2024 – 19:10

TSE nega pedido de cassação de Sergio Moro ao Senado

De acordo com a Corte eleitoral, o ex-juiz da Lava Jato cumpriu os requisitos de elegibilidade

Sergio Moro foi eleito senador pelo Paraná com 1,9 milhões de votos

 

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um pedido de cassação da candidatura do ex-ministro Sergio Moro (União Brasil) ao Senado. A solicitação  foi feita pela Federação Brasil da Esperança do Paraná composta por PT, PC do B e PV, alegando que Moro não havia se filiado ao partido dentro do prazo legal. O mesmo pedido foi negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado  anteriormente. Segundo o relator do recurso, o ministro Raul Araújo afirmou que todos os requisitos de elegibilidade foram cumpridos e por isso rejeitou o pedido. Os demais integrantes do tribunal acompanharam sua decisão.

O ex-juiz da Lava-Jato estava filiado ao Podemos do Paraná até março, mas deixou a legenda e foi para o União Brasil de São Paulo. No entanto, o TRE-SP cancelou a transferência do domicílio eleitoral do ex-juiz, alegando que não havia vínculo para concorrer no Estado. Moro retornou ao  Paraná, onde foi eleito para o Senado com 1,9 milhão de votos, superando Paulo Martins (PL) e o atual senador Alvaro Dias (Pode). Pelo Twitter, o senador eleito classificou a decisão do TSE como “vitória do direito e da democracia”. “Os votos dos 1.953.188 paranaenses serão honrados na tribuna do Senado Federal”, concluiu Moro.

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp