Cacoal/RO, 17 de junho de 2024 – 02:51
Search
Search
17 de junho de 2024 – 02:51

Números elevados de casos ativos e de servidores da saúde contaminados alarma Cacoal

Covid 24.07.2020

Na semana em que Cacoal superou 600 casos confirmados de Covid-19, os boletins divulgados diariamente pela Prefeitura tem assustado os moradores do município. O aumento no número de casos ativos de Covid-19 mostram que, desde o início da pandemia, este é o momento em que a doença ocasionada pelo novo coronavírus se mostra mais presente na “Capital do Café”.

No Boletim da última quinta-feira (23), haviam 140 cacoalenses em tratamento contra a doença. De acordo com alguns médicos que se manifestam através das redes sociais, este seria o momento correto para o município tomar medidas mais rígidas. “O vírus está circulando mais do que nunca. São cerca de 150 pessoas contaminadas nesse momento, então o risco nunca foi tão grande”, disse uma médica. Do total de 140 casos ativos da doença, 129 estavam em tratamento domiciliar e 11 internados, cinco deles em Unidades de Terapia Intensiva.

Além do número de casos ativos de Covid-19 em Cacoal, nestes últimos dias a saúde pública entrou em colapso, como dizem alguns. Mais de 70 servidores do Heuro, por exemplo, foram afastados de suas funções por suspeita ou diagnóstico confirmado da doença. Na segunda-feira, haviam 39 técnicos em Enfermagem, 14 enfermeiros, 09 médicos clínicos, 04 cirurgiões e 06 fisioterapeutas afastados.

“O número reduzido de trabalhadores da área da saúde tem obrigado médicos e outros profissionais a cumprirem plantão de 48 e até 96 horas. Pacientes que aguardam por procedimentos cirúrgicos estão morrendo porque não tem médicos para realizar cirurgias”, relatou o deputado Cirone Deiró, durante a sessão da Assembleia Legislativa de terça-feira (21). De acordo com o parlamentar, não há que se falar em aumento de leitos para o Complexo Hospitalar de Cacoal, sem antes resolver as questões relacionadas à falta de servidores.

Outro número divulgado através dos boletins diários e que assustou a população de Cacoal foi o total de óbitos registrados. Em dois dias, entre 18 e 21 de julho, quatro cacoalenses morreram vítimas da Covid-19. Cacoal soma agora 11 mortes pela doença.

2066 Colapso

Na quarta-feira (22), a Prefeitura de Cacoal chegou a divulgar um Mapa Epidemiológico da Covid-19, que mostra a evolução semanal dos casos positivos da doença. Entre a 27ª e a 28ª semana, o número de casos registrados saltou de 77 para 155 casos ativos ao longo da semana.
A equipe do jornal Tribuna Popular entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da prefeita Glaucione Rodrigues, que destacou que algumas medidas estão sendo adotadas para conter o avanço da doença e a possibilidade de Lockdown não foi descartada. Com a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermarias lotadas, apenas cinco dias após ter assinado o decreto pela liberação, a prefeita voltou atrás e restringiu o consumo de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos. O objetivo é reduzir a aglomeração de pessoas neste que tem sido encarado como o pior momento da pandemia em Cacoal.

Antes que seja necessário adotar efetivamente o Lockdown para que a propagação do novo coronavírus fuja do controle, a prefeita tem conclamado à população para que se conscientize da seriedade do momento. “Estamos numa guerra e mudamos as estratégias conforme avança a doença. E nesse momento quero pedir à população, que é hora de recuar. Somente sair de casa a força de trabalho! Vamos proteger os idosos e nossas crianças e juntos vamos vencer essa batalha”, enfatizou.

REFORÇOS

Na madrugada desta sexta-feira (24), o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, enviou uma equipe de médicos para auxiliar nas atividades voltadas ao enfrentamento da Covid-19 em Cacoal, atendendo a 2ª Macro Região de Saúde. Os médicos atuarão diretamente no tratamento dos pacientes de Covid, uma vez que muitos profissionais foram afastados de suas atividades pela suspeita ou diagnóstico da doença.

Um video foi divulgado pelo Governo de Rondônia, mostrando o momento em que os médicos embarcaram para Cacoal ACESSE AQUI!

(Da Redação)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp