Cacoal/RO, 18 de abril de 2024 – 13:18
Search
Search
18 de abril de 2024 – 13:18

Operação Arcana Revelada é deflagrada em Ji-Paraná

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO2), juntamente com o Ministério Público de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), deflagraram na manhã de hoje (26) a operação denominada “ARCANA REVELADA”, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que visava a prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, extorsão, tráfico de influência, perseguição e lavagem de dinheiro. As ações ilícitas eram realizadas no âmbito dos Poderes Executivo e Legislativo da cidade de Ji-Paraná/RO.

A operação policial teve início nas primeiras horas da manhã de hoje, com equipes policiais da DRACO2 e do GAECO cumprindo mandados de busca e apreensão em diversos endereços ligados aos investigados, bem como na sede da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e Procuradoria de Ji-Paraná. Além disso, estão sendo realizados o cumprimento de mandados de afastamento das funções públicas em face dos servidores investigados.

As investigações são decorrentes da operação policial denominada “ARAUTO”, deflagrada pela DRACO2 no dia 27/01/2023, que aponta para uma rede complexa de corrupção e influência que permeia os Poderes Executivo e Legislativo de Ji-Paraná/RO.

Os fatos investigados revelam sérios indícios de crimes cometidos na administração pública do Município de Ji-Paraná/RO a partir da aprovação da Lei Municipal n. 3.444/2021, de 07 de dezembro de 2021, que trata da autorização para o Poder Executivo celebrar acordos judiciais a fim de beneficiar servidores da Secretaria Municipal de Educação. Contudo, os elementos informativos apontam que para a real aprovação do referido projeto de Lei, foi necessário o pagamento de vantagem indevida para agentes públicos integrantes do esquema ilícito, ocupantes de cargos e funções estratégicas na Administração Municipal.

Durante a ação, foram realizados o cumprimento de 10 (dez) mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados e na sede dos Poderes Executivo e Legislativo, além do cumprimento de 06 (seis) mandados de afastamento das funções públicas, pelo prazo de 120 (cento e vinte) dias, de todos os servidores públicos envolvidos nas investigações, incluindo os chefes dos Poderes Executivo e Legislativo de Ji-Paraná/RO.

A operação contou com participação de mais de 50 (cinquenta) Policiais Civis, dentre os Policiais integrantes do GAECO, Delegacia Regional de Cacoal/RO e 1º Delegacia de Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste/RO, além dos Promotores de Justiça integrantes do Ministério Público do Estado de Rondônia.

O diretor-geral da Polícia Civil, Dr. SAMIR FOUAD ABBOUD, exaltou o trabalho incansável e dedicado dos agentes envolvidos na investigação e execução da ação policial. Em suas palavras, ele afirmou: “A operação ARCANA REVELADA representa um marco na luta contra a corrupção e a criminalidade em nosso Estado. O empenho e a competência demonstrados pelos nossos policiais resultaram na desarticulação de uma organização criminosa que vinha atuando de forma nociva à cidade de Ji-Paraná. Estamos comprometidos em combater a impunidade e garantir que a justiça prevaleça. Parabenizo a todos os envolvidos nessa operação exemplar e reafirmo nosso compromisso com a segurança e a integridade da sociedade no Estado de Rondônia”.

O nome da operação: ARCANA REVELADA evoca a ideia de segredos ou mistérios sendo revelados ou desvelados. “Arcana” refere-se a segredos profundos ou conhecimentos ocultos, especialmente na tradição esotérica, enquanto “revelada” indica que esses segredos estão sendo expostos ou trazidos à luz. Juntos, “Arcana Revelada” sugere a divulgação de verdades ocultas ou a revelação de mistérios anteriormente desconhecidos.

(PC/RO)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp