Cacoal/RO, 24 de maio de 2024 – 03:30
Search
Search
24 de maio de 2024 – 03:30

PRF capacita policiais para atuação no enfrentamento aos crimes ambientais em RO

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou o III NIMEM – Nivelamento em Identificação Macroscópica de Espécie de Madeira, ação que capacitou 22 policiais para atuação no combate à extração e transporte ilegais de madeira. Na sua terceira edição, realizada pelo Setor de Enfrentamento aos Crimes Ambientais (SECAM), em Ji-Paraná (RO), no período de 01 a 10/04, os servidores aprenderam a identificar as espécies de madeira transportadas e, dessa forma, podem intensificar o combate à extração ilegal.

Os policiais inscritos tiveram conhecimento das técnicas de identificação macroscópica de madeira com representantes de instituições parceiras, como a Unidade de Prevenção aos Crimes Ambientais do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), além de PRFs destacados e com conhecimento elevado a respeito do tema.

nimem2.png

Aliada à parte teórica, os servidores passaram por atividades práticas de fiscalização nas rodovias, como forma de aprimorar o conhecimento adquirido em sala de aula. Somente nesses quatro dias operativos, 135 m³ de madeira, 18 m³ de carvão e 6 mil unidades de produto acabado foram apreendidos – o equivalente a sete caminhões – além de quatro animais silvestres resgatados. No total, houve registro de 23 ocorrências de crimes ambientais, nas quais 27 pessoas foram detidas e assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

De acordo com Edevar Sovete, analista ambiental do Ibama e um dos palestrantes, a participação do Ibama no nivelamento de identificação de madeiras em nível macroscópico contribui para aproximar as instituições envolvidas nas atividades de fiscalização: “oportunidade de trocar experiência e fortalecer o combate aos ilícitos ambientais”, afirmou o servidor.

nimem3.png

Também orador durante o NIMEM e uma das referências nacionais do órgão no quesito fiscalização ambiental, o PRF Edivaldo Machado lembra que a Missão Institucional da Polícia Rodoviária Federal em defesa do meio ambiente está inserida no seu Mapa Estratégico (2023 a 2028), no qual consta que a instituição atua e quer ser reconhecida pela sociedade pela sua excelência no trabalho policial.

“Com essas capacitações, os policiais rodoviários federais tornam-se aptos para constatar as fraudes relacionadas às divergências de espécie, isto é, quando as espécies declaradas/autorizadas no documento florestal não condizem com as espécies, de fato, transportadas.”, destaca Edivaldo.

nimem4.png

O treinamento foi promovido pelo projeto CRIMFLO – Fortalecimento da Resposta do Sistema de Justiça a Crimes Florestais, uma iniciativa do Programa Global sobre Crimes que Afetam o Meio Ambiente (GPCAE) do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), com o apoio do Escritório Internacional Antidrogas e de Aplicação da Lei (INL) do Departamento de Estado dos EUA, e em parceria com o Ibama.

Alexander Walsh, Coordenador da Unidade de Prevenção a Crimes Ambientais do UNODC Brasil, destacou a importância da atividade e do trabalho conjunto interinstitucional. “Treinamentos como esse são essenciais para aprimorar as habilidades e conhecimentos dos agentes de segurança em campo, fortalecendo os esforços para a preservação dos recursos naturais e tornando as operações de fiscalização ainda mais eficientes, como ficou claro com os resultados alcançados”, explicou.

nimem6.png
 Após o encontro, o objetivo da PRF é que os servidores possam identificar espécies de madeira extraídas da Amazônia Legal e, com a intensificação do combate, diminuir a prática ilegal, além de atuar de forma conjunta com outras instituições para a preservação ambiental.
(Ascom/PRF-RO)

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Facebook
WhatsApp