Anuncie aqui
Anuncie aqui

Coluna Boca Maldita – CAMPANHA ANTECIPADA

CAMPANHA ANTECIPADA

Conforme o Calendário Eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral, para as eleições deste ano, as campanhas estão autorizadas a partir do mês de agosto. Entretanto, em Cacoal, a campanha já começou. Na semana passada, o prefeito Adailton Fúria foi até a escola José Mauro, no Setor Prosperidade, acompanhado do vice-prefeito, da primeira-dama e do vereador Toninho do Jesus e fez um comício de cerca de uma hora e meia, conforme declarações de vários país de alunos que foram convocados para ir à escola tratar da entrega de notas de seus filhos. O prefeito declarou que precisa eleger sua esposa e o vice-prefeito para os cargos de deputada federal e deputado estadual, pois Cacoal precisa de deputados. Em 2020, o prefeito fez campanha dizendo que a cidade não precisava de deputados. Agora ele diz o contrário. A Justiça Eleitoral precisa enviar para o prefeito de Cacoal o calendário das eleições para que ele saiba as regras. Além disso, resta saber se o secretário de educação do município levará para as escolas os demais pré-candidatos da cidade, porque esta situação é muito desigual para os concorrentes.

MÁGOA DO CAPIXABA

O vereador Luís Fritz deve ter muita mágoa do ex-deputado federal Nilton Capixaba. É muito comum ele usar a tribuna da Câmara de Cacoal para fazer vários ataques ao ex-deputado, sem que haja nenhum motivo aparente. Talvez o vereador não tenha conhecimento, mas até hoje o município recebe recursos e equipamentos que foram adquiridos por Nilton Capixaba, ainda quando exercia o mandato. O ódio com que o vereador fala do ex-deputado passa a impressão de que algum problema muito sério aconteceu entre eles. Como Fritz reside em Cacoal há muito tempo, talvez fosse mais justo ele fazer esses ataques quando Capixaba exercia o mandato. Atualmente os vereadores deveriam cuidar de discutir sobre assuntos atuais, entre eles os desvios de combustíveis da administração municipal, ocorridos em vários secretarias.

MAGNISON MOTA

O vereador Magnison Mota parece não estar muito contente com algumas atitudes do prefeito prefeito de Cacoal, Adailton Fúria. Na última sessão ordinária, o vereador fez duras críticas ao prefeito e deixou claro que o motivo das críticas é a decisão do prefeito de ter escolhido sozinho as ruas que foram contempladas com o programa Tchau Poeira, do governo estadual. Magnison Mota citou diversos municípios onde os prefeitos se reuniram com os vereadores para discutir sobre que setores dos municípios seriam atendidos. Magnison não é o único vereador insatisfeito com o individualismo do prefeito. Na mesma ocasião, o vereador Edimar Kapiche também questionou a situação e criticou a conduta do prefeito.

MÚSICA NO FANTÁSTICO

O prefeito Adailton Fúria deve ter ficado muito chateado com um eleitor que reside na rua Mário Quintana e esteve em uma reunião onde houve uma discussão sobre o asfaltamento da citada rua. O eleitor declarou que votou em Adailton Fúria para vereador, porque Fúria prometeu resolver o problema da rua. Depois ele votou em Adailton Fúria para deputado e a promessa era a mesma. O eleitor declarou que votou também em Adailton Fúria para prefeito por causa da mesma promessa e até hoje nada aconteceu. Uma coisa podemos afirmar: esse eleitor é muito persistente. Diante da situação, o prefeito Fúria já pode pedir música no Fantástico.

ENCONTRO DO PT

Neste sábado, 11 de junho, acontece em Cacoal um encontro do Partido dos Trabalhadores. Dezenas de militantes e simpatizantes do partido confirmaram presença. O encontro tem como finalidade apresentar os pré-candidatos do partido e da aliança que apoiará a candidatura da chapa Lula e Alkimin para a presidência da República. Na ocasião, também serão apresentados o pré-candidato ao governo de Rondônia, Vinicius Miguel, e o candidato ao senado, Daniel Pereira. O também contará com a presença da professora Lionilda Simão, pré-candidata a deputada estadual e do advogado Gervano Vicent, pré-candidato a deputado federal, entre outros nomes da sigla. O evento está marcado para acontecer a partir das 8 horas, no plenário da Câmara de Cacoal, e encerra ao meio dia.

CONTROLE INTERNO

Os servidores municipais de Cacoal, especialmente os professores, podem receber uma péssima notícia nos próximos meses. O problema é que o setor de controle interno da administração informou ao secretário de educação e ao prefeito Adailton Fúria que existe um déficit de aproximadamente dois milhões de reais nas finanças da pasta. Na prática, isto significa que pode faltar dinheiro futuramente para o pagamento dos professores. Outra notícia ruim para o prefeito é que a prefeitura de Cacoal tem uma dívida em precatórios com os professores e precisa pagar. Em uma reunião que aconteceu poucos dias atrás, vereadores ligados ao prefeito fizeram discursos sugerindo que os professores deveriam abrir mão de receber os precatórios. Os vereadores precisam entender que esse problema de déficit pode ter relação com gastos que foram feitos sem nenhum planejamento e com total apoio dos vereadores.

FARRA DAS BICICLETAS

Nos primeiros meses de mandato, o prefeito Fúria comprou 600 bicicletas para distribuir para os alunos considerados gênios pela administração municipal. A distribuição das bicicletas seguiu critérios que até hoje não estão muito claros e muitos alunos que receberam as bicicletas venderam no dia seguinte. Numa conta simples, se cada bicicleta tiver custado 300 reais, o total daria um valor parecido com o déficit que foi constatado pelo controle interno. Isso sem falar no pacote de apostilas compradas pelo secretário de educação para transformar a educação do município na melhor de Rondônia. Na gestão pública, tudo precisa ser planejado. Os vereadores deram total apoio para todos esses gastos e bateram muitas palmas.

JOÃO PICHECK

O vereador João Paulo Picheck fez um discurso duro contra o prefeito Adailton Fúria, na última sessão ordinária da Câmara de Cacoal. João Picheck reclamou do abandono das obras das três pontes que foram anunciadas com muita festa no início do ano. O presidente da Câmara de Cacoal lembrou que o prefeito fez lives no ato de demolição das pontes e anunciou que a situação estava resolvida. Hoje as obras estão praticamente paradas e não há nenhuma explicação sobre os motivos da falta de andamento das obras. O vereador Picheck faz parte da base aliada do prefeito, mas dá sinais de que vai pular do barco.

BANCADA DOS BANCOS

Nos últimos dias a Câmara dos Deputados aprovou um projeto que pode causar muitos prejuízos à população brasileira. O projeto prevê que os bancos poderão tomar a casa de pessoas que fizerem negócios com bancos, mesmo que a pessoa tenha somente uma casa. Essa atitude mostra que muitos deputados federais trabalham contra a população brasileira. No caso desse projeto, apenas os deputados Mauro Nazif e Léo Moraes votaram contra a matéria. Parabéns aos dois deputados, porque mostraram que estão do lado da população. Assim, a maioria dos deputados de Rondônia votou a favor dos bancos.

CAMPANHA PELA VIDA

Nos últimos meses, o município de Cacoal tem enfrentado grandes dificuldades sempre uma pessoa necessita tomar sangue. A situação acontece porque a demanda é muito grande e muitas vezes não há, nas reservas do Hemocentro, o tipo sanguíneo necessário para determinado paciente. Neste caso, a única maneira de resolver o problema é havendo a solidariedade da população. As pessoas podem procurar o Hemocentro e doar sangue. Este simples gesto é fundamental para salvar vidas. Assim, a coluna faz este apelo para que a população de Cacoal seja solidária e ajude salvar vidas. Procure o Hemocentro, não importa o seu tipo sanguíneo, doe sangue e ajude salvar vidas. Doar sangue é um ato de amor e de solidariedade!!!

Gostou? Compartilhe esta notícia!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp